sábado, 28 de dezembro de 2013

Quem nasceu para lagartixa...

Nasci mesmo para ser lagartixa e nunca vou chegar a jacaré. Nasci para mandar papaias sobre isto e sobre aquilo, mas não consigo descortinar o que é pretendido em dois items da folha dos trabalhos de casa que um dos meus rebentos (o que frequenta a escola básica) trouxe. E, nem imaginam a discussão familiar que já se gerou sobre tal questão. Penso que a criança ficou a pensar que os pais são uns atrasados mentais.Eu acho que se pretende uma coisa. O pai acha que se pretende outra completamente diferente. No ATL pensaram, ainda, numa terceira vertente.
Pelo sim, pelo não, vai fazer das várias maneiras. Mas não deixa de me deixar frustrada esta minha falta de clarividência!
Vou ali bater com a cabeça na parede a ver se se faz luz!


5 comentários:

  1. pior estou eu que quando começa um post a falar de lagartixa e acaba em luz...só penso em futebol. Não vende isso lá pelo quiosque ?
    Jorginho

    ResponderEliminar
  2. Acho que o problema é dos manuais, Acredito que nalguns exercícios não se consegue vislumbrar nenhum sentido. Chegou a acontecer-me exatamente o mesmo por isso considera que somos ambas ET's :)

    ResponderEliminar
  3. Às vezes não há quem entenda as perguntas.
    Será de propósito?
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  4. Eles agora aprendem de formas diferentes de nós e já me tem acontecido saber chegar ao resultado mas não da forma pretendida...enfim!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
  5. SE os adultos têm dificuldade em perceber certas questões, imaginemos as crianças. Eu trabalho diariamente com crianças e há trabalhos de casa que alguns trazem que não correspondem ao grau de raciocínio que têm. Por exemplo, ainda há pouco tempo uma menina do 3º ano trouxe um problema que mais tarde encontrei num livro de matemática do 5º ano. Tem de haver bom senso na atribuição de tarefas.

    ResponderEliminar