domingo, 22 de dezembro de 2013

De como me transformei em dicionário!

Ter um rebento que, sem que ninguém lhe ensinasse, sem mais, começa a ler, mesmo antes de ir para o ensino básico, tem muitas desvantagens.
Primeiro porque devora tudo o que é próprio e impróprio para a idade, de tão feliz que está com a sua proeza!
Segundo, temo profundamente que, quando daqui a um ano e tal for para a escola, ache a escola verdadeiramente entediante.
Terceiro,e mais enervante de todas, como não sabe o significado de 90% das palavras que lê, passa o dia "Mãe o que quer dizer isto?" "Mãe o que quer dizer aquilo?!" Ou seja, transformei-me no diccionário de serviço!
Não sou uma mãe normal e, por isso, não estou nada babada com tal desenvolvimento. Estou, sim, com os cabelos em pé!!!

8 comentários:

  1. concordo plenamente. não vai ser fácil entusiasmá-lo com a novidade, pois já a leva de adianto. mas há sempre maneira de lhe incutir entusiasmo. Eu, entusiasmei-me aqui com o quiosque, e vou adicioná-lo à minha lista. Feliz Natal.

    ResponderEliminar
  2. Dá-lhe um dicionário... Já que já sabe ler, que aprenda a ir procurar o significado das palavras... :)
    Mas também temos o outro lado da coisa, vais ficar com uma "coltura" acima da média!!! :)

    ResponderEliminar
  3. Só mostra a inteligência do teu rebento.

    ResponderEliminar
  4. Para que fiquem esclarecidos, eu chamo rebento, porque engloba as duas coisas, mas é uma rebenta!

    ResponderEliminar
  5. Vendedora, aconteceu o mesmo com o meu, aos 4 anos e pico; iniciou a primária aos 6 e meio e esse "talento precoce" dele diluiu-se lentamente; no 2ºano do 1ºciclo já não se notava diferença nenhuma em relação à maior parte das outras crianças. Não é para preocupar, apenas para o estimular. :)

    ResponderEliminar